FOMO: O medo de ficar de fora

A vida das pessoas na internet parece ser muito interessante, não é? Como isso afeta nossa vida e investimentos?

O que é o FOMO, o medo de ficar de fora?

FOMO é uma sigla derivada do inglês "Fear of Missing Out", que em português significa o "medo de ficar de fora".

Esse termo é usado para descrever uma sensação de ansiedade ou medo que algumas pessoas sentem quando acreditam que estão perdendo oportunidades, experiências ou eventos interessantes que está acontecendo no momento e no qual elas não estão participando.

Essa sensação é frequentemente intensificada pela exposição constante a informações nas redes sociais, onde as pessoas compartilham suas atividades, realizações e momentos divertidos.

Isso pode levar a uma constante necessidade de verificar as redes sociais, pelo medo de perder convites para eventos e se sentirem excluídas ou arrependidas por não estarem envolvidas, o que gera uma sensação de insatisfação com suas próprias atividades, mesmo que sejam igualmente significativas.

O termo FOMO começou a ganhar destaque no início dos anos 2000, principalmente com o aumento da conectividade digital. No entanto, a ideia de sentir medo ou ansiedade por perder oportunidades ou experiências, não é necessariamente uma novidade.

Mobirise Website Builder

Essa é uma preocupação bastante antiga, inclusive já foi motivo de reflexão e questionamento por Shakespeare e muitos outros pensadores. As redes sociais e a conectividade online apenas ampliaram essa preocupação, tornando-a mais relevante em muitas vidas.

A constante busca por pertencimento e pelo sentimento de não ser excluído tem tomado cada vez mais nossa atenção.

O FOMO pode se manifestar de diversas formas, como a preocupação em perder eventos sociais, oportunidades de carreira, viagens, entretenimento ou qualquer coisa que pareça significativa ou empolgante.

Esse medo também pode estar relacionado à mudança de comportamento financeiro das pessoas.

Os impactos na vida financeira

Quando as redes sociais e outras mídias exibem histórias de sucesso financeiro e ganhos substanciais no mercado de ações, isso pode criar uma pressão psicológica sobre as pessoas para se juntarem à onda e começarem a investir, com medo de perder oportunidades de enriquecimento rápido.

Isso pode levar as pessoas a tomarem decisões impulsivas ou a se envolverem em atividades arriscadas apenas para não perderem oportunidades de ficarem ricas no mercado financeiro. E não é à toa que o número de investidores no Brasil cresceu vertiginosamente.

Junto a isso vieram os vendedores de sonhos com promessas de ganhos rápidos e de dinheiro fácil, o que é chamado no mercado financeiro do "canto da sereia". E essas decisões podem ter muitos impactos na nossa vida, que vão refletir em nosso estilo de vida, na predisposição ao risco, no endividamento e no orçamento, dentre outras coisas.

O impactos do FOMO podem ocorrer tanto pela ganância dos investidores quanto pela falta de conhecimento sobre investimentos. Os principais impactos do FOMO são:

  1. Estilo de Vida Impulsivo: O medo de perder oportunidades emocionantes pode levar a decisões impulsivas. As pessoas podem se envolver em atividades de alto risco, comprar produtos ou participar de eventos sem uma análise mais cuidadosa, simplesmente para evitar a sensação de estar perdendo algo. Isso pode resultar em gastos desnecessários e em escolhas que não estão alinhadas com metas financeiras de longo prazo.
  2. Investimentos Arriscados: O medo de perder oportunidades de investimento lucrativas pode levar as pessoas a tomar decisões financeiras arriscadas sem a devida pesquisa ou planejamento. Isso pode resultar em perdas significativas nos mercados financeiros.
  3. Endividamento: A busca constante por experiências emocionantes pode levar as pessoas a acumularem dívidas para financiar essas atividades. Compras impulsivas e gastos excessivos podem aumentar a pressão sobre as finanças pessoais, levando a dificuldades financeiras no futuro.
  4. Orçamento desequilibrado: As pessoas que experimentam "o medo de ficar de fora" podem alocar mais dinheiro para atividades sociais, viagens ou entretenimento do que podem realmente pagar, o que pode desequilibrar seus orçamentos e levar a problemas financeiros.
  5. Comparação Social: O FOMO muitas vezes surge da comparação com os outros, especialmente através das redes sociais. Isso pode levar a uma corrida incessante para manter aparências e acompanhar o estilo de vida percebido como desejável, o que pode resultar em uma busca constante por bens materiais, viagens e experiências que podem não estar dentro das possibilidades financeiras reais.
  6. Necessidade de validação social: Algumas pessoas podem gastar dinheiro em produtos caros ou luxuosos principalmente para obter validação social e likes nas redes sociais, em vez de gastar com base em suas próprias prioridades financeiras e valores.
  7. Falta de Foco em Metas Financeiras: O foco excessivo no que os outros estão fazendo pode desviar a atenção das metas financeiras pessoais. O planejamento para objetivos de longo prazo, como economizar para aposentadoria, investir em educação ou comprar uma casa, pode ser negligenciado em favor de atividades de curto prazo que parecem mais emocionantes.
  8. Estresse Financeiro: As pressões financeiras decorrentes de decisões influenciadas pelo FOMO podem causar estresse significativo. Preocupações com dívidas, dificuldades em pagar contas e a sensação de estar preso em um ciclo de gastos excessivos podem ter efeitos negativos na saúde mental e emocional.

Um homem não pode viver com medo!”   (Filme 'O homem do futuro', dirigido por Claudio Torres)

Como evitar que o FOMO acabe com sua vida financeira?

Querer levar uma vida cheia de realizações e experiências marcantes não é algo ruim. O que a gente precisa é saber como lidar com as armadilhas que nos levam a tomar decisões por impulso e também como investir adequadamente para ter um padrão de vida adequado aos nossos sonhos e objetivos.

O mercado financeiro está cheio de oportunidades, e a bolsa de valores pode ser o lugar certo para você realizar sonhos e conquistar a sua liberdade financeira, afinal de contas esse é o local apropriado para isso.

É importante lembrar que investir na bolsa de valores é uma atividade que envolve riscos. Por isso é preciso que os investidores estejam bem informados e compreendam os riscos antes de tomar decisões financeiras. Conhecimento vale ouro nesse mercado!

Para reduzir esses riscos, é fundamental que os investidores adquiram conhecimentos sobre investimentos e desenvolvam uma estratégia para atingir esses objetivos, segundo seu perfil e tolerância a risco. E sempre que possível considerem a opção de diversificar os investimentos.

Afinal de contas, o medo de investir vem da falta de conhecimento e de uma estratégia de investimento adequada.

Lidar com o FOMO requer prática e paciência, mas ao adotar estratégias e desenvolver uma mentalidade financeira consciente, você estará mais preparado para tomar decisões financeiras que estejam alinhadas com seus objetivos de longo prazo.

Isso também envolve o desenvolvimento de uma consciência pessoal sobre suas próprias prioridades, valores e objetivos, bem como uma compreensão de que o que é compartilhado nas redes sociais nem sempre representa a realidade completa da vida das pessoas.

Então aprenda a investir melhor e realize seus sonhos!



© Copyright 2023 Prime Investing. All Rights Reserved.

HTML Builder